width=


 


UOL Busca Pablito Costa (Celtico)

32 anos, Casado. Natural de Salvador, BA

Eng. Mecânico e Professor de Dança de Salão

Apaixonado por ler, escrever, jogar basquete e dançar (é claro...)

Mensagem do Celtico:

“Nós homens de hoje somos muitas vezes umas criaturas que nos constituímos de esperança de nós mesmos. Dá-me, Senhor, a convicção mais profunda de que estarei destruindo meu futuro sempre que a esperança em ti não estiver presente”

 




Meu perfil
BRASIL, Sudeste, TAUBATE, CENTRO, Homem, de 26 a 35 anos, English, Spanish, Esportes, Cinema e vídeo, Dança
Outro -




Histórico:

- 31/10/2010 a 06/11/2010
- 26/09/2010 a 02/10/2010
- 15/08/2010 a 21/08/2010
- 01/08/2010 a 07/08/2010
- 04/07/2010 a 10/07/2010
- 16/05/2010 a 22/05/2010
- 02/05/2010 a 08/05/2010
- 25/04/2010 a 01/05/2010
- 18/04/2010 a 24/04/2010
- 11/04/2010 a 17/04/2010
- 07/03/2010 a 13/03/2010
- 24/01/2010 a 30/01/2010
- 10/01/2010 a 16/01/2010
- 27/12/2009 a 02/01/2010
- 08/11/2009 a 14/11/2009
- 23/08/2009 a 29/08/2009
- 16/09/2007 a 22/09/2007
- 12/08/2007 a 18/08/2007
- 05/08/2007 a 11/08/2007
- 29/07/2007 a 04/08/2007
- 24/06/2007 a 30/06/2007
- 04/02/2007 a 10/02/2007
- 10/12/2006 a 16/12/2006
- 06/08/2006 a 12/08/2006
- 09/07/2006 a 15/07/2006
- 02/07/2006 a 08/07/2006
- 16/04/2006 a 22/04/2006
- 02/04/2006 a 08/04/2006
- 26/03/2006 a 01/04/2006
- 26/02/2006 a 04/03/2006
- 12/02/2006 a 18/02/2006
- 29/01/2006 a 04/02/2006
- 22/01/2006 a 28/01/2006
- 08/01/2006 a 14/01/2006
- 04/12/2005 a 10/12/2005
- 30/10/2005 a 05/11/2005
- 04/09/2005 a 10/09/2005
- 14/08/2005 a 20/08/2005
- 07/08/2005 a 13/08/2005
- 17/07/2005 a 23/07/2005
- 03/07/2005 a 09/07/2005
- 19/06/2005 a 25/06/2005
- 12/06/2005 a 18/06/2005
- 08/05/2005 a 14/05/2005
- 24/04/2005 a 30/04/2005
- 10/04/2005 a 16/04/2005
- 03/04/2005 a 09/04/2005
- 27/03/2005 a 02/04/2005
- 20/03/2005 a 26/03/2005
- 13/03/2005 a 19/03/2005
- 06/03/2005 a 12/03/2005
- 27/02/2005 a 05/03/2005
- 20/02/2005 a 26/02/2005
- 13/02/2005 a 19/02/2005
- 06/02/2005 a 12/02/2005
- 30/01/2005 a 05/02/2005
- 23/01/2005 a 29/01/2005
- 16/01/2005 a 22/01/2005
- 09/01/2005 a 15/01/2005
- 02/01/2005 a 08/01/2005
- 26/12/2004 a 01/01/2005



Outros sites:

- UOL - O melhor conteúdo
- Pensamentos soltos al vento.
- Momentos de Reflexão
- Escrito nas Estrelas
- Poesia & Arte
- Coisas Ocultas
- Uma mulher um poema
- Meu Canto
- Meu Mundo da Lua
- A Viajante
- Espelho da Alma
- Retalhos e Pensamentos
- Transmimentos de Pensações
- O Prazer de Pensar


Votação:

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog


Contador:

Código html:
Cristiny On Line



Aquilo que carregamos

Aquilo que carregamos

Existe um personagem de desenhos animados infantis que tem um certo toque de mistério e magia. Seu nome é Gato Félix.

A todo lugar que vá, ele leva a sua maleta. É uma maleta especial, pequena. E tudo o que ele deseja, tira da dita maleta.

Se for hora do lanche, ele encontra toalha, copos, frutas, sanduíches e sucos.Se necessitar fazer um conserto, as ferramentas lá estão. Sempre as certas e precisas.Se chover de repente, basta abrir a maleta para encontrar capa, guarda-chuva, botas.

E assim em qualquer situação.

Fazendo uma analogia, não sera que cada um de nós também possui uma pequena mala de mão, em nossa vida, mais ou menos parecida com a do personagem infantil? Quando a vida começa, temos em mãos a pequena mala. À medida que os anos passam, a bagagem, dentro dela, vai aumentando. É que vamos colocando tudo o que recolhemos pelo caminho. Algumas coisas muito importantes. Outras, nem tanto. Muitas, dispensáveis.

Chega um momento em que a bagagem começa a ficar insuportável de ser carregada. Pesa demais.Nesse momento, o melhor mesmo é aliviar o peso, esvaziar a mala. Você examina o conteúdo e vai pondo para fora.

Amor, amizade... Curioso, não pesam nada...

Depois você tira a raiva. Como ela pesa!

Na seqüência, você tira a incompreensão, o medo, o pessimismo.

Nesse momento, você encontra o desânimo. Ele é tão grande que, ao tentar tirá-lo, ele é que quase o puxa para dentro da mala.

Por fim, você encontra um sorriso. Bem lá no fundo, quase sufocado.

Pula para fora outro sorriso. E mais outro. Aí você encontra a felicidade.

Mas ainda tem mais coisas dentro da mala. Você remexe e encontra a tristeza. É bom jogá-la fora.

Depois, você procura a paciência dentro da mala. Vai precisar bastante dela.

E também procura a força, a esperança, a coragem, o entusiasmo, o equilíbrio, a responsabilidade, a tolerância e o bom e velho humor.

A preocupação que você encontrar, deixe de lado.Depois você pensa no que fazer com ela.

Bem, agora que você tirou tudo da sua mala, deve arrumar toda a bagagem.

Pense bem no que vai colocar lá dentro de novo. ok!  Mas, Isso é com você.

(Desconhecido)

E depois de toda a bagagem pronta, e num novo caminho recomeçado, lembre sempre de repetir a arrumação vez ou outra. Afinal, o caminho é longo até chegar ao final da jornada, lembre-se que você terá que carregar a mala o tempo todo. Mas, como disse o texto, o que contém na sua mala, até podemos distinguir juntos aquilo que e bom do que não é, mas a arrumação, definitivamente é com cada um de nós.

Por fim gostaria de deixar uma homenagem a minha irmã, que também dez aniversário dia 04/02. Com uma coisa que escrevi.

"Esperamos demais

As vezes, esperamos demais.

Um amor que não chega, o dia que não amanhece, um passado que não se esquece.Fácil...

As vezes, esperamos demais,

Aquele aperto de mão repentino de quem você mal conhece.Aquele abraço olhar querido, a quem você sempre amou, e que, por discórdia do destino nunca de você se lembrou.Aqueles segundos sozinho, em que, você se julgava tão forte, a aqueles todos momentos em que você estava com alguém, por mera ventura sorte.

As vezes, esperamos demais, Pela verdade, simples e pura. Pela chance, justa e clara. De sermos simplesmente felizes.

As Vezes esperamos demais, pelo que não conquistaremos, visto que só esperamos. Pelo que não vivemos, visto que só planejamos. Pelo que não amamos, visto que só desejamos. Por tudo aquilo que não somos; Visto somente, esperamos,..., esperamos demais.

As vezes escrevemos de menos;Tudo aquilo que esperamos demais. Por que na verdade sabemos de menos, tão menos.

E é por isso é que esperamos demais! "

Poli, nunca espere para sorrir ou correr atraz daquilo que vc realmente acredita. Somente vc é responsável pelo seu papel no palco da vida. Que neste ato 25, vc possa dar o show. E eu estarei lá como mais um, a lhe aplaudir.  Te amo, Mano.

Pablo Costa



- Postado por: Celtico às 00h48
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Quando entendemos o Bordado!

Quando entendemos o Bordado! 

Quando era pequeno minha mãe costurava muito. Eu me sentava perto dela e lhe perguntava o que estava fazendo. Ela me respondia que estava bordando.

Eu observava seu trabalho de uma posição mais baixa de onde ela estava sentada, e sempre lhe perguntava o que estava fazendo, dizendo-lhe que de onde eu estava o que ela fazia me parecia muito confuso. Ela sorria, olhava para baixo e gentilmente dizia:

"Filho, saia um pouco para brincar e quando terminar meu bordado te chamarei e te colocarei sentado em meu colo e te deixarei ver o bordado desde a minha posição".

Perguntava-me porque ela usava alguns fios de cores escuras e porque me pareciam tão desordenados de onde eu estava. Minutos mais tarde escutava-a chamando-me: "Filho, vem e senta-te em meu colo".

Eu o fazia de imediato e me surpreendia e emocionava ao ver um formoso bordado em forma de coração. Não podia crer; de baixo parecia tão confuso. Então minha mãe me dizia:

"Filho, de baixo para cima tudo te parecia confuso e desordenado, porém não te ocorria de que há um plano acima. Havia um desenho; só o estava seguindo. Agora olhando-o da minha posição saberás o que estava fazendo".

Muitas vezes ao longo dos anos temos olhado para o céu e dito: "Deus,  o que estais fazendo?" Ele com certeza respondendo: "Estou bordando tua vida." E eu lhe replico: "Mas está tudo tão confuso; em desordem. Os fios parecem tão escuros, porque não são mais brilhantes?" O Pai parecia dizer-me: "Meu filho, ocupa-te de teu trabalho e Eu farei o meu; um dia te trarei ao céu e te colocarei em meu colo e então verás o plano desde a Minha posição."

(Desconhecido)

Para todos aqueles, na verdade todos nós, que temos a experança de atingirmos nossos sonhos e nossas realizações. Acreditem que existe algo maior e  bom a zelar por todos nós.

E especialmente hoje eu gostaria de deixar uma homenagem ao meu irmão mais novo, Pietro, que completa seus 20 anos. Irmão que você possa confiar nos designios que foram concedidos em tua vida, e saiba que em todos eles eu estarei aqui de pé ao seu lado. Te amo de montão!!!!

Atenciosamente, Celtico ( Pablo )

 



- Postado por: Celtico às 12h30
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________