width=


 


UOL Busca Pablito Costa (Celtico)

32 anos, Casado. Natural de Salvador, BA

Eng. Mecânico e Professor de Dança de Salão

Apaixonado por ler, escrever, jogar basquete e dançar (é claro...)

Mensagem do Celtico:

“Nós homens de hoje somos muitas vezes umas criaturas que nos constituímos de esperança de nós mesmos. Dá-me, Senhor, a convicção mais profunda de que estarei destruindo meu futuro sempre que a esperança em ti não estiver presente”

 




Meu perfil
BRASIL, Sudeste, TAUBATE, CENTRO, Homem, de 26 a 35 anos, English, Spanish, Esportes, Cinema e vídeo, Dança
Outro -




Histórico:

- 31/10/2010 a 06/11/2010
- 26/09/2010 a 02/10/2010
- 15/08/2010 a 21/08/2010
- 01/08/2010 a 07/08/2010
- 04/07/2010 a 10/07/2010
- 16/05/2010 a 22/05/2010
- 02/05/2010 a 08/05/2010
- 25/04/2010 a 01/05/2010
- 18/04/2010 a 24/04/2010
- 11/04/2010 a 17/04/2010
- 07/03/2010 a 13/03/2010
- 24/01/2010 a 30/01/2010
- 10/01/2010 a 16/01/2010
- 27/12/2009 a 02/01/2010
- 08/11/2009 a 14/11/2009
- 23/08/2009 a 29/08/2009
- 16/09/2007 a 22/09/2007
- 12/08/2007 a 18/08/2007
- 05/08/2007 a 11/08/2007
- 29/07/2007 a 04/08/2007
- 24/06/2007 a 30/06/2007
- 04/02/2007 a 10/02/2007
- 10/12/2006 a 16/12/2006
- 06/08/2006 a 12/08/2006
- 09/07/2006 a 15/07/2006
- 02/07/2006 a 08/07/2006
- 16/04/2006 a 22/04/2006
- 02/04/2006 a 08/04/2006
- 26/03/2006 a 01/04/2006
- 26/02/2006 a 04/03/2006
- 12/02/2006 a 18/02/2006
- 29/01/2006 a 04/02/2006
- 22/01/2006 a 28/01/2006
- 08/01/2006 a 14/01/2006
- 04/12/2005 a 10/12/2005
- 30/10/2005 a 05/11/2005
- 04/09/2005 a 10/09/2005
- 14/08/2005 a 20/08/2005
- 07/08/2005 a 13/08/2005
- 17/07/2005 a 23/07/2005
- 03/07/2005 a 09/07/2005
- 19/06/2005 a 25/06/2005
- 12/06/2005 a 18/06/2005
- 08/05/2005 a 14/05/2005
- 24/04/2005 a 30/04/2005
- 10/04/2005 a 16/04/2005
- 03/04/2005 a 09/04/2005
- 27/03/2005 a 02/04/2005
- 20/03/2005 a 26/03/2005
- 13/03/2005 a 19/03/2005
- 06/03/2005 a 12/03/2005
- 27/02/2005 a 05/03/2005
- 20/02/2005 a 26/02/2005
- 13/02/2005 a 19/02/2005
- 06/02/2005 a 12/02/2005
- 30/01/2005 a 05/02/2005
- 23/01/2005 a 29/01/2005
- 16/01/2005 a 22/01/2005
- 09/01/2005 a 15/01/2005
- 02/01/2005 a 08/01/2005
- 26/12/2004 a 01/01/2005



Outros sites:

- UOL - O melhor conteúdo
- Pensamentos soltos al vento.
- Momentos de Reflexão
- Escrito nas Estrelas
- Poesia & Arte
- Coisas Ocultas
- Uma mulher um poema
- Meu Canto
- Meu Mundo da Lua
- A Viajante
- Espelho da Alma
- Retalhos e Pensamentos
- Transmimentos de Pensações
- O Prazer de Pensar


Votação:

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog


Contador:

Código html:
Cristiny On Line



O Livro de nossas Vidas

O Livro de nossas Vidas

Entre a consciência e o sonho, me deparei com uma grande sala.
Ao me aproximar, percebi um guardião na porta que me disse:
- Ninguém pode entrar aqui. Aqui estão guardados os "Livros da Vida".

Aquele que conseguir passar por esta porta poderá ter acesso ao seu livro e modificá-lo ao seu gosto.
Minha curiosidade era grande! Afinal, poderia escolher o meu destino. Com minha insistência o guardião resolveu ceder um pouco e me disse: - Está bem. Dou-te cinco minutos, e nem mais um segundo.
Eu nem acreditava ! Cinco minutos era mais que suficiente para que eu pudesse decidir o resto da minha vida, afinal, poderia apagar e acrescentar
o que eu quisesse no "Livro da minha vida". Entrei e a primeira coisa que vi foi o Livro da vida do meu pior inimigo. Não aguentei de curiosidade. O que será que estava escrito no livro da vida dele? O que será que o destino reservava para aquela pessoa que eu não suportava? Abri o livro e comecei a ler. Não me conformei. Verifiquei que sua vida lhe reservava muita coisa boa e não tive dúvidas. Apaguei as coisas boas e reescrevi o seu destino com uma porção de coisas ruins.
Logo vi outro livro. De outra pessoa que eu não gostava e fiz a mesma coisa...
De repente me deparo com meu próprio livro! Nem acreditei. Este era o momento... iria mudarmeu destino... apagar todas as coisas ruins e iria reescrever só coisas boas. Seria a pessoa mais feliz do mundo! Quando peguei o livro, eis que alguém bate no meu ombro:

- Seu tempo acabou! Pode sair.
Fiquei atônito!
- Mas eu não tive tempo nem de abrir o meu livro! - Pois é - disse o guardião. Eu te dei cinco minutos preciosos e você poderia ter modificado o seu livro, mas você só se preocupou com a vida dos outros
e não teve tempo de ver a sua.
Abaixei minha cabeça, cobri minha face com as mãos... e saí da sala.

(Desconhecido)

"Na vida,

 Ainda pior que a convicção do não e a incerteza do talvez é a desilusão de um quase.  É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi.  Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda, quem quase morreu está vivo, quem quase amou não amou.  Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos, nas chances que se perdem por medo, nas idéias que nunca sairão do papel por essa maldita mania de viver no outono.   Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a alegria e a dor, sentir o nada, mas não são. Se a virtude estivesse mesmo no meio termo, o mar não teria ondas, os dias seriam nublados e o arco-íris em tons de cinza.  O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.

 Não é que fé mova montanhas, nem que todas as estrelas estejam ao alcance, para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos somente paciência porém,preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer.  Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo.  De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance.  Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar.

 Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu."

Luís Fernando Veríssimo

Imaginem só! Se tivessímos ao nosso alcançe o nosso Livro da nossa Vida, uma borracha e um lápiz. Nos tornaríamos naquele momento os donos de cada experiência, de cada sofrimento, de cada aprendizado, de cada escolha. Bom, não seria? E eu te pergunto, será que não já temos esse poder e não percebemos? Muito fácil escrever e apagar, mas ao contrário hoje corrigimos o que escrevemos escrevendo corretamente mas adiante no livro, revendo os capítulos anteriores e redigindo novos capítulos com maior prudência e maturidade.O Livro da Vida, não para de ser escrito, todos os dias. Por isso não parem...Ser dono do livro, não quer dizer que você entenda a importancia do que esta escrito, ao menos, que você mesmo seja o dono do lapiz.

 

Que vocês meus amigos já fazem parte deste capítulo do meu. Um forte Abraço, Celtico



- Postado por: Celtico às 14h08
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Nosso Terminal

Nosso Terminal,

 

Mas uma vez convido a vocês a voltarmos nossa atenção para mais uma fantástica obra do cinema. Uma obre recente que tive a oportunidade de assistir e me divertir, e também me emocionar.

Trata-se do filme O Terminal (The Terminal), dirigido por Steven Spielberg e estrelado por Tom Hanks.

 O filme conta a historia de Viktor Navorski natural da Krakozia – Europa Ocidental, (interpretado por Tom Hanks)  que viaja rumo a Nova York. Devido a um golpe militar que seu país sofre ,durante sua viagem, seu passaporte se torna invalidado. Assim o chegar ao aeroporto, Viktor não consegue autorização para entrar nos Estados Unidos.

E ai inicia-se a história, pois, sem poder retornar à sua terra natal, já que as fronteiras foram fechadas após o golpe, Viktor passa a improvisar seus dias e noites no próprio aeroporto, à espera que a situação se resolva.

 

Viktor, passa meses prezo no Terminal, passando por todo o tipo de situação que sequer possamos imaginar.

Fome, pessoas que não conhece, falta de dinheiro,

falta de lugar onde ele pudesse se acomodar e dormir;

 

falta de compreensão, falta de referencia para alguém

que estava distante de sai casa e mau sabia falar inglês direito.

 

 

Duro de imaginar não é? Ou você nunca se imaginou num Terminal assim?

Porém, por mais dura que a história seja, ela nos ensina grandes lições, das quais gostaria de fazer menção a uma das mais importantes. PERCEVERANÇA!

 

Viktor, nos ensina que nada é impossível quando se acredita, mesmo que durante a caminhada, muitos Terminais, apareçam em nossas vidas, com circunstancias que não podemos  transpassar de um dia para o outro e com oportunidades que também não podemos nos esquivar visto que elas já  se tornam no momento que a vivemos parte de nós mesmos.

Bem, para quem não assistiu o filme e gosta de um bom cinema, primeiramente não perca. Quem já assistiu e teve a sensibilidade de perceber o que eu tive a oportunidade também de sentir, passe a frente, porque estes sentimentos não merecem se guardados somente conosco.

 

Por que eu tenho certeza, que quando vocês se lembrarem de estarem preços numa cituação difícil, vocês se lembraram da lição de aprendemos com o Viktor “the goat” Navorski, afinal "Life is Waiting"

Aquele forte abraço,

Celtico

 

 



- Postado por: Celtico às 13h23
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________