width=


 


UOL Busca Pablito Costa (Celtico)

32 anos, Casado. Natural de Salvador, BA

Eng. Mecânico e Professor de Dança de Salão

Apaixonado por ler, escrever, jogar basquete e dançar (é claro...)

Mensagem do Celtico:

“Nós homens de hoje somos muitas vezes umas criaturas que nos constituímos de esperança de nós mesmos. Dá-me, Senhor, a convicção mais profunda de que estarei destruindo meu futuro sempre que a esperança em ti não estiver presente”

 




Meu perfil
BRASIL, Sudeste, TAUBATE, CENTRO, Homem, de 26 a 35 anos, English, Spanish, Esportes, Cinema e vídeo, Dança
Outro -




Histórico:

- 31/10/2010 a 06/11/2010
- 26/09/2010 a 02/10/2010
- 15/08/2010 a 21/08/2010
- 01/08/2010 a 07/08/2010
- 04/07/2010 a 10/07/2010
- 16/05/2010 a 22/05/2010
- 02/05/2010 a 08/05/2010
- 25/04/2010 a 01/05/2010
- 18/04/2010 a 24/04/2010
- 11/04/2010 a 17/04/2010
- 07/03/2010 a 13/03/2010
- 24/01/2010 a 30/01/2010
- 10/01/2010 a 16/01/2010
- 27/12/2009 a 02/01/2010
- 08/11/2009 a 14/11/2009
- 23/08/2009 a 29/08/2009
- 16/09/2007 a 22/09/2007
- 12/08/2007 a 18/08/2007
- 05/08/2007 a 11/08/2007
- 29/07/2007 a 04/08/2007
- 24/06/2007 a 30/06/2007
- 04/02/2007 a 10/02/2007
- 10/12/2006 a 16/12/2006
- 06/08/2006 a 12/08/2006
- 09/07/2006 a 15/07/2006
- 02/07/2006 a 08/07/2006
- 16/04/2006 a 22/04/2006
- 02/04/2006 a 08/04/2006
- 26/03/2006 a 01/04/2006
- 26/02/2006 a 04/03/2006
- 12/02/2006 a 18/02/2006
- 29/01/2006 a 04/02/2006
- 22/01/2006 a 28/01/2006
- 08/01/2006 a 14/01/2006
- 04/12/2005 a 10/12/2005
- 30/10/2005 a 05/11/2005
- 04/09/2005 a 10/09/2005
- 14/08/2005 a 20/08/2005
- 07/08/2005 a 13/08/2005
- 17/07/2005 a 23/07/2005
- 03/07/2005 a 09/07/2005
- 19/06/2005 a 25/06/2005
- 12/06/2005 a 18/06/2005
- 08/05/2005 a 14/05/2005
- 24/04/2005 a 30/04/2005
- 10/04/2005 a 16/04/2005
- 03/04/2005 a 09/04/2005
- 27/03/2005 a 02/04/2005
- 20/03/2005 a 26/03/2005
- 13/03/2005 a 19/03/2005
- 06/03/2005 a 12/03/2005
- 27/02/2005 a 05/03/2005
- 20/02/2005 a 26/02/2005
- 13/02/2005 a 19/02/2005
- 06/02/2005 a 12/02/2005
- 30/01/2005 a 05/02/2005
- 23/01/2005 a 29/01/2005
- 16/01/2005 a 22/01/2005
- 09/01/2005 a 15/01/2005
- 02/01/2005 a 08/01/2005
- 26/12/2004 a 01/01/2005



Outros sites:

- UOL - O melhor conteúdo
- Pensamentos soltos al vento.
- Momentos de Reflexão
- Escrito nas Estrelas
- Poesia & Arte
- Coisas Ocultas
- Uma mulher um poema
- Meu Canto
- Meu Mundo da Lua
- A Viajante
- Espelho da Alma
- Retalhos e Pensamentos
- Transmimentos de Pensações
- O Prazer de Pensar


Votação:

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog


Contador:

Código html:
Cristiny On Line



Para nunca mais chorar...

Passava do meio-dia, o cheiro de pão quente invadia aquela rua. Um sol escaldante convidava a todos para um refresco...

Ricardinho não agüentou o cheiro bom do pão e falou:

- Pai, tô com fome !

O pai, seu Agenor, sem ter um tostão no bolso, caminhando desde muito cedo em busca de um trabalho, olha com os olhos marejados para o filho, e pede mais um pouco de paciência...

-Mas pai, desde ontem não comemos nada, eu tô com muita fome!

Envergonhado, triste e humilhado em seu coração de pai, seu Agenor pede para o filho aguardar na calçada, enquanto entra na padaria a sua frente. Ao entrar, dirige-se a um senhor no balcão:

- Meu Senhor, estou com meu filho de apenas 6 anos aí na porta com muita fome, não tenho nenhum tostão, pois saí cedo para buscar um emprego e nada encontrei. Eu lhe peço que, em nome de Jesus, me forneça um pão para que eu possa matar a fome desse menino. Em troca, posso varrer o chão do estabelecimento, lavar os pratos e copos, ou outro serviço que o Senhor precisar.

Seu Amaro, o dono da Padaria, estranha aquele homem de semblante calmo e sofrido, pedir comida em troca de trabalho e pede para que ele chame o filho...Seu Agenor, pega o filho pela mão e apresenta-o ao Seu Amaro que, imediatamente, pede que os dois sentem-se junto ao balcão, onde manda servir dois pratos de comida do famoso P.F.(prato feito): arroz, feijão, bife e ovo. Para Ricardinho, era um sonho comer após tantas horas na rua; para o seu Agenor, uma dor a mais, já que comer aquela comida maravilhosa fazia-o lembrar-se da esposa e mais dois filhos que ficaram em casa apenas com um punhado de fubá. Grossas lágrimas desciam dos seus olhos já na primeira garfada.

A satisfação de ver seu filho devorando aquele prato simples, como se fosse um manjar dos deuses, e a lembrança de sua pequena família em casa, foi demais para seu coração tão cansado de mais de 2 anos de desemprego, humilhações e necessidades. Seu Amaro se aproxima do Seu Agenor e, percebendo a sua emoção e brinca para relaxar:

- Oh, Maria, sua comida deve tá muito ruim..olha o meu amigo tá até chorando de tristeza desse bife, será que é sola de sapato...? Imediatamente, Seu Agenor sorri e diz que nunca comeu comida tão apetitosa, e que agradecia a Deus por ter esse prazer.

Seu Amaro pede, então, que ele sossegue seu coração, que almoce em paz e depois conversariam sobre trabalho.

Mais confiante, Seu Agenor enxuga as lágrimas e começa a almoçar, já que sua fome estava nas costas.

Após o almoço, Seu Amaro convida o Seu Agenor para uma conversa nos fundos da padaria, onde havia um pequeno escritório. Seu Agenor conta, então, que há mais de 2 anos havia perdido o emprego e, desde então, sem uma especialidade profissional, sem estudos, ele estava vivendo de pequenos "biscates" aqui e acolá, mas que há 2 meses não recebia nada. Seu Amaro resolve, então, contratar o Seu Agenor para serviços gerais na padaria e, penalizado, faz para o homem uma cesta básica com alimentos para pelo menos 15 dias.

Seu Agenor, com lágrimas nos olhos, agradece a confiança daquele homem e marca para o dia seguinte seu início no trabalho. Ao chegar em casa com toda aquela "fartura", Seu Agenor é um novo homem: sentia esperanças, sentia que sua vida iria tomar novo impulso.... Deus estava lhe abrindo mais do que uma porta, era toda uma esperança de dias melhores.

No dia seguinte, às 5h da manhã, Seu Agenor estava na porta da padaria, ansioso para iniciar seu novo trabalho. Seu Amaro chega logo em seguida e sorri para aquele homem, que nem ele sabia porque estava ajudando.Tinham a mesma idade, 32 anos, e histórias bem diferentes, mas algo dentro dele chamava-o para ajudar aquela pessoa. E ele não se enganou: durante um ano, Seu Agenor foi o mais dedicado trabalhador daquele estabelecimento, sempre honesto e extremamente zeloso com seus deveres.

Um dia, Seu Amaro chama o Seu Agenor para uma conversa e fala da escola que abriu vagas para a alfabetização de adultos, um quarteirão acima da padaria e que ele fazia questão que Seu Agenor fosse estudar. Seu Agenor até hoje não consegue esquecer o primeiro dia de aula, a mão trêmula nas primeiras letras e a emoção da primeira carta...

Doze anos se passaram desde aquele primeiro dia de aula. Vamos encontrar o Dr. Agenor Baptista de Medeiros, hoje advogado, abrindo seu escritório para seu cliente e depois outro, e depois mais outro... Ao meio dia, ele desce para um café na padaria do amigo Amaro, que fica impressionado em ver o "antigo funcionário", tão elegante em seu primeiro terno...

Mais dez anos se passam e, agora o Dr. Agenor Baptista, já conta com uma clientela que mistura os mais necessitados - que não podem pagar - e os mais abastados, que o pagam muito bem. Resolve criar uma Instituição que oferece aos desvalidos da sorte, que andam pelas ruas, pessoas desempregadas e carentes de todos os tipos, um prato de comida, diariamente, na hora do almoço...

Mais de 200 refeições são servidas diariamente naquele lugar, que é administrado por aquele seu filhote, que agora é o nutricionista Ricardo Baptista. Tudo mudou, tudo passou, mas a amizade daqueles dois homens, Amaro e Agenor, impressionava a todos que conheciam um pouco da história de cada um. Conta até que, aos 82 anos, os dois faleceram no mesmo dia, quase que a mesma hora, morrendo placidamente com um sorriso de dever cumprido.

Conta-se no céu, que o próprio Mestre Jesus veio recebê-los com um sorriso e um coro de mil anjos entoando uma música que falava da vitória dos que sabem persistir. Ricardinho, o filho, mandou gravar na frente da "Casa do Caminho", que seu pai fundou com tanto carinho:

"Um dia, eu tive fome e você me alimentou. Um dia, eu estava sem esperanças, e você me deu um caminho. Um dia, acordei sozinho e você me deu Deus e, isso, não tem preço. Que Deus habite em seu coração, alimente sua alma e te sobre o pão da misericórdia, para estender a quem precisar".

Sera que eu preciço dizer o que é preciso para se construir um mundo melhor? É a vontade de carregamos silenciosa dentro de nós, que diz a nós mesmos todos os días. É preciso acreditar no próximo! Umas das trilhas, para aquele lugarzinho especial onde todos nós queremos chegar, A Felicidade!!! Acreditem ela existe!A todos vocês aquele forte e afetivo abraço, e um feliz fim de semana. Celtico.



- Postado por: Celtico às 07h53
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Simplesmente Mulher...

Simplesmente Mulher...

Ser mulher é viver mil vezes em apenas uma vida, é lutar por causas perdidas e sempre sair vencedora,

é estar antes do ontem e depois do amanhã, é desconhecer a palavra recompensa apesar dos seus atos.

Ser mulher é caminhar na dúvida cheia de certezas, é correr atrás das nuvens num dia de sol e alcançar o sol num dia de chuva.

Ser mulher é chorar de alegria e muitas vezes sorrir com tristeza, é cancelar sonhos em prol de terceiros, é acreditar quando ninguém mais acredita, é esperar quando ninguém mais espera.

 Ser mulher é identificar um sorriso triste e uma lágrima falsa, é ser enganada e sempre dar mais uma chance, é cair no fundo do poço e emergir sem ajuda.

Ser mulher é estar em mil lugares de uma só vez, é fazer mil papeis ao mesmo tempo, é ser forte e fingir que é frágil pra ter um carinho.

Ser mulher é se perder em palavras e depois perceber que se encontrou nelas, é distribuir emoções que nem sempre são captadas.

Ser mulher é comprar, emprestar, alugar, vender sentimentos, mas jamais dever, é construir castelos na areia, vê-los desmoronados pelas águas e ainda assim amá-los.

Ser mulher é saber dar o perdão, é tentar recuperar o irrecuperável,é entender o que ninguém mais conseguiu desvendar.

Ser mulher é estender a mão a quem ainda não pediu, é doar o que ainda não foi solicitado.

Ser mulher é não ter vergonha de chorar por amor, é saber a hora certa do fim, é esperar sempre por um recomeço.

Ser mulher é ter a arrogância de viver apesar dos dissabores, das desilusões, das traições e das decepções.

Ser mulher é ser mãe dos seus filhos e dos filhos de outros e ama-los igualmente.

Ser mulher é ter confiança no amanhã e aceitação pelo ontem, é desbravar caminhos difíceis em instantes inoportunos e fincar a bandeira da conquista.

Ser mulher é entender as fases da lua por ter suas próprias fases.

É ser "nova" quando o coração está a espera do amor, ser "crescente" quando o coração está se enchendo de amor,ser cheia quando ele já está transbordando de tanto amor e minguante quando esse amor vai embora.

Ser mulher é hospedar dentro de si o sentimento do perdão, é voltar no tempo todos os dias e viver por poucos instantes coisas que nunca ficaram esquecidas.

Ser mulher é cicatrizar feridas de outros e inúmeras vezes deixar as suas próprias feridas sangrando.

Ser mulher é ser princesa aos 20, rainha aos 30, imperatriz aos 40 e especial a vida toda.

Ser mulher é conseguir encontrar uma flor no deserto, água na seca e labaredas no mar.

Ser mulher é chorar calada as dores do mundo e em apenas um segundo já estar sorrindo.

Ser mulher é subir degraus e se os tiver que descer não precisar de ajuda, é tropeçar, cair e voltar a andar.

Ser mulher é saber ser super-homem quando o sol nasce e virar cinderela quando a noite chega.

Ser mulher é ter sido escolhida por Deus para colocar no mundo os homens.

Ser mulher é acima de tudo um estado de espírito, é uma dádiva, é ter dentro de si um tesouro escondido

e ainda assim dividi-lo com o mundo!

Silvana Duboc

 

Eu gostaria muito de escrever sobre vc mulher, sobre a sua luta, sobre a sua história. Mesmo por que, a minha própria teve seu primeiro capitulo no ventre de uma muito especial, minha mãe!

Não estou aqui, para enaltecê-las, vocês não necessitam disso, estou aqui para agradecê-las, pelo sentido que vocês trazem as nossas vidas.

Com simples e sincero, Muito Obrigado!

Um forte beijo a Todas Vocês,

Celtico



- Postado por: Celtico às 08h49
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________