width=


 


UOL Busca Pablito Costa (Celtico)

32 anos, Casado. Natural de Salvador, BA

Eng. Mecânico e Professor de Dança de Salão

Apaixonado por ler, escrever, jogar basquete e dançar (é claro...)

Mensagem do Celtico:

“Nós homens de hoje somos muitas vezes umas criaturas que nos constituímos de esperança de nós mesmos. Dá-me, Senhor, a convicção mais profunda de que estarei destruindo meu futuro sempre que a esperança em ti não estiver presente”

 




Meu perfil
BRASIL, Sudeste, TAUBATE, CENTRO, Homem, de 26 a 35 anos, English, Spanish, Esportes, Cinema e vídeo, Dança
Outro -




Histórico:

- 31/10/2010 a 06/11/2010
- 26/09/2010 a 02/10/2010
- 15/08/2010 a 21/08/2010
- 01/08/2010 a 07/08/2010
- 04/07/2010 a 10/07/2010
- 16/05/2010 a 22/05/2010
- 02/05/2010 a 08/05/2010
- 25/04/2010 a 01/05/2010
- 18/04/2010 a 24/04/2010
- 11/04/2010 a 17/04/2010
- 07/03/2010 a 13/03/2010
- 24/01/2010 a 30/01/2010
- 10/01/2010 a 16/01/2010
- 27/12/2009 a 02/01/2010
- 08/11/2009 a 14/11/2009
- 23/08/2009 a 29/08/2009
- 16/09/2007 a 22/09/2007
- 12/08/2007 a 18/08/2007
- 05/08/2007 a 11/08/2007
- 29/07/2007 a 04/08/2007
- 24/06/2007 a 30/06/2007
- 04/02/2007 a 10/02/2007
- 10/12/2006 a 16/12/2006
- 06/08/2006 a 12/08/2006
- 09/07/2006 a 15/07/2006
- 02/07/2006 a 08/07/2006
- 16/04/2006 a 22/04/2006
- 02/04/2006 a 08/04/2006
- 26/03/2006 a 01/04/2006
- 26/02/2006 a 04/03/2006
- 12/02/2006 a 18/02/2006
- 29/01/2006 a 04/02/2006
- 22/01/2006 a 28/01/2006
- 08/01/2006 a 14/01/2006
- 04/12/2005 a 10/12/2005
- 30/10/2005 a 05/11/2005
- 04/09/2005 a 10/09/2005
- 14/08/2005 a 20/08/2005
- 07/08/2005 a 13/08/2005
- 17/07/2005 a 23/07/2005
- 03/07/2005 a 09/07/2005
- 19/06/2005 a 25/06/2005
- 12/06/2005 a 18/06/2005
- 08/05/2005 a 14/05/2005
- 24/04/2005 a 30/04/2005
- 10/04/2005 a 16/04/2005
- 03/04/2005 a 09/04/2005
- 27/03/2005 a 02/04/2005
- 20/03/2005 a 26/03/2005
- 13/03/2005 a 19/03/2005
- 06/03/2005 a 12/03/2005
- 27/02/2005 a 05/03/2005
- 20/02/2005 a 26/02/2005
- 13/02/2005 a 19/02/2005
- 06/02/2005 a 12/02/2005
- 30/01/2005 a 05/02/2005
- 23/01/2005 a 29/01/2005
- 16/01/2005 a 22/01/2005
- 09/01/2005 a 15/01/2005
- 02/01/2005 a 08/01/2005
- 26/12/2004 a 01/01/2005



Outros sites:

- UOL - O melhor conteúdo
- Pensamentos soltos al vento.
- Momentos de Reflexão
- Escrito nas Estrelas
- Poesia & Arte
- Coisas Ocultas
- Uma mulher um poema
- Meu Canto
- Meu Mundo da Lua
- A Viajante
- Espelho da Alma
- Retalhos e Pensamentos
- Transmimentos de Pensações
- O Prazer de Pensar


Votação:

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog


Contador:

Código html:
Cristiny On Line



Inimigo invisível

Inimigo invisível

Ele era uma pessoa triste e amargurada.

Nada em sua vida dava certo.

Nada do que fazia, lhe dava satisfação ou conforto íntimo.

Onde quer que fosse, não se sentia bem.

Ficava quase que todo o tempo isolado das pessoas.

Sua vida era trabalhar e remoer suas desventuras.

Felicidade? Desconhecia!

Mas ele sabia o porquê: tinha um inimigo invisível, feroz, cruel, implacável, que o perseguia dia e noite... sempre junto dele, não lhe dava trégua...

não o deixava dormir e, muito menos, lhe dava tempo de pensar nas coisas boas da vida...

Onde quer que estivesse, o que quer que fizesse ou pensasse em fazer, lá estava o inimigo, impedindo-o de fazer ou sentir algo que o gratificasse.

Tudo dava errado, tanto profissional como intimamente!

Seus relacionamentos eram um amontoado de fracassos.

Naquele dia, ao levantar-se, depois de uma noite mal dormida, lembrou-se de quando conseguira ver a vida diferente: tivera um amor sincero, puro e verdadeiro, que lhe fez um bem enorme, colocando sorriso em seus lábios, alegria no seu coração e uma grande esperança de felicidade.

Chegou a acreditar em amor eterno e sentir que não viveria sem ela. Pedia-lhe, sempre, nos momentos de paixão e de encantamento entre eles, que ela jamais se esquecesse disso... havia lhe dito que, se ela tivesse paciência de esperar, todos os problemas que ele enfrentava, logo teriam um fim e, então, viveriam juntos e muito felizes...

Mas até mesmo daquele amor que parecia ser o que de melhor acontecera em sua vida, ele havia desistido, de repente e sem explicação, apesar das tantas promessas que lhe fizera...

Ele não fora capaz de superar suas dificuldades e incertezas...

Mas fazer o que?

Não poderia mesmo dar certo.... nada, na sua vida, dava!

Assim, havia preferido excluí-la da sua vida sem sentido, para que ela não sofresse com problemas que eram só dele e que não dividia com ninguém, já que só a ele caberia dar solução... solução que não encontrava nunca...

Acabou com tudo, dizendo-lhe que, um dia, ela entenderia o porquê dele agir assim. Ela jamais soube o motivo que o fez desistir de algo tão bonito e isso a magoou profundamente, levando-a a pensar que tal amor jamais existira de fato, que tudo não passara de empolgação de momento.

Nos contatos que ainda mantinham, ele só falava de coisas banais, sem importância e não mais da sua vida, do seu trabalho, dos seus sonhos...

também nunca mais falou do amor tão lindo que houve entre eles.

Não importava mais falar... Ele a tinha perdido mesmo...

seu inimigo invisível o derrotara mais uma vez.

Só lhe restava um amor: a filha. Mas estava separado dela havia muito tempo e isso fazia seu coração sangrar de dor e de revolta, levando-o às lágrimas, de emoção e de alegria, quando podia falar com ela ao telefone, o que acontecia muito raramente...

A vida tornara-se completamente sem sentido.

Tudo estava desmoronando e ele não sabia o que fazer nem pra onde ir... não havia esperança de um futuro melhor, apesar de algumas poucas conquistas feitas recentemente.

Aquela manhã, ele estava pensando em tudo o que havia acontecido.

se você não está bem consigo mesmo, nada no mundo será bom ou te trará sucesso e esperança de um futuro melhor...

Seja amigo de você mesmo... esteja de bem com você mesmo... só assim você terá, da vida, tudo de bom que ela tem pra te dar.

Não é com o julgamento dos outros que você tem que se preocupar. O veredito que mais importa em sua vida é o do sujeito que olha para você no espelho. É a ele que você tem que agradar.

Não se importe com o restante. Você pode chegar limpo ao fim da linha, pode vencer

seus maiores desafios, superar as mais difíceis provas, se o sujeito do espelho for seu amigo.

Você pode ser um sucesso para o mundo e pensar que você é um ser maravilhoso, mas o sujeito do espelho o convencerá de que você é uma farsa, se você não puder olhá-lo direto nos olhos.

Você pode enganar o mundo inteiro por anos a fio, e ganhar tapinhas nas costas por onde passar, mas a sua recompensa final poderá ser dores e lágrimas se você enganar o sujeito do espelho, se você enganar a você mesmo!

 

" Não há aplauso que nos eleve mais do que o das nossas próprias mãos. "

Um forte abraço a Todos, Celtico

 



- Postado por: Celtico às 22h56
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________